NOTÍCIAS / EVENTOS
  
2008 Ago 06
Academia Cearense de Ciências, Letras e Artes
do Rio de Janeiro - Posse do neo-acadênico
Eduardo André Chaves Nedehf Marquês de Viana
 
 
PROGRAMAÇÃO 2008
Academia Cearense de Letras e Artes do Brasil
220
º Reunião Plenária

Presidente - Luiz Osair de Medeiros

Data: 6 de Agosto de 2008 às 16:00 horas

Local: Auditório da CONFALB
Rua Teixeira de Freitas nº 5 - 3º andar, Rio de Janeiro - RJ

Em Reunião Plenária realizada no dia 6 de agosto, na sede da Confederação das Academias de Letras do Brasil - CONFALB, às 16:00 horas, a Academia Cearense deu posse ao neo-acadêmico Eduardo André Chaves Nedehf Marquês de Viana, na cadeira nº 39, patronímica do Visconde de Sabóia, sendo saudado pelo Vice-presidente Luiz Gondim de Araújo Lins. Na ocaião a acadêmica fundadora Estefânia de Almeida Soto Rodrigues homenageou a ACCLARJ, pelo seu 23º aniversário.
O Coral do UNAFISCO/RJ e "Seresteiros do Villa" (EMVL/RJ) sob a regência do Maestro Peri Santoro, abrilhantou a sessão com o Hino Nacional, Hino do Ceará, Ceará Terra da Luz, Amigos para Sempre e o Hino da Cidade do Rio de Janeiro - Cidade Maravilhosa, sendo servido um coquetel e "Porto de Honra".
 

Clique na imagem acima para ver as fotos
e o texto completo do discurso de posse
 
  
2008 Jul 29
70 Anos do 11° BE Cnst - Batalhão Mauá 1938-2008
  
 11° Batalhão de Engenharia de Construção - BATALHÃO MAUÁ
 

........O 2º Batalhão Ferroviário foi criado no ano de 1938, pelo Presidente da República atravéz do decreto-lei nº 268, de 11 de fevereiro, com a missão de ligar o sul do país aos grandes centros. Inicialmente, foi criado um núcleo constituído por órgãos de comando e uma companhia extranumerária, com a finalidade de construir os trechos ferroviários Pelotas-Santa Maria e Rio Negro-Caxias, missão essa, que no decorrer dos anos sofreu várias alterações, resultando na construção do trecho Mafra-Lages no Estado de Santa Catarina, fazendo parte do Tronco Principal Sul, com extensão de 294 Km. ........Passados cinco meses de sua organização, no dia 29 de Julho de 1938, foi finalmente instalado na cidade de Rio Negro-PR, o referido Batalhão. Nascia alí, num antigo casarão, localizado à Rua Barão do Rio Branco, S/Nº, a Organização Militar que ostentaria com orgulho, a denominação histórica de Batalhão Mauá, em homenagem a Irineu Evangelista de Souza - Visconde de Mauá, seu ilustre Patrono.
........No ano de 1965, o então 2º Batalhao Ferroviário transferiu-se para a cidade de Araguari-MG, com o intuito de construir o trecho ferroviário Uberlândia-Araguari-Pires do Rio e a construção de trabalhos complementares da infra-estrutura e da superestrutura no trecho ferroviário Pires do Rio-Brasília.
........Hoje após quarenta anos instalado em Araguari-MG, o Batalhão Mauá vem realizando diversos trabalhos em prol do desenvolvimento regional e nacional, adestrando seus quadros e tropa e formando profissionais qualificados para o exercício da cidadania. O Batalhão Mauá continua a escrever sua história de grandes feitos, comprometido com os mais altos ideais da Engenharia Militar do Brasil.

 
(FONTE: Texto do site oficial: www.btlmaua.com.br/ )
 
 Comemorações dos 70 anos de fundação do Batalhão Mauá e a
Academia de Letras e Artes de Araguari-MG

Clique na imagem para ver ampliada
O Sub-Tenente Comendador Edmar César Alves, Conselheiro do Memorial Visconde de Mauá, participa das comemorações dos 70 anos de fundação do 11º Batalhão de Engenharia de Construção - Batalhão Mauá, no município de Araguarí no Estado de Minas Gerais, sob o comando do Coronel da Arma de Engenharia Oriente Leal Filho.

O relançamento do seu livro "Batalhão Mauá, Uma História de Grandes Feitos", conocorrerá para o evento deste ano, além da apresentação de seus outros livros, "Afif Rade, Um Marco da Imprensa de Araguari," "São Gabriel da Cachoeira, Sua Saga, Sua História" e, o mais recente, "A Voz da Selva".

Sua obra literária de São Gabriel da Cachoeira-AM foi ofertada pelo prefeito daqule Município, o índio Baré Juscelino Otero Gonçalves, a Sua Excia o Presidente da República Federativa do Brasil, Luis Inácio Lula da Silva e ao Governador do Estado do Amazonas, Eduardo Braga, livro que lhe concedeu o título de Cidadão Honorário Gabrielense.

O Comendador Edmar César foi agraciado com a Medalha Militar do Pacificador e Medalha da Ordem do Mérito Militar Grau Cavaleiro e recentemente foi empossado como titular da cadeira número 15 da Academia de Letras e Artes de Araguari-MG, sua terra natal.
  
2008 Mai 19
 Evento do Elos Clube Rio de Janeiro no Clube da Aeronáutica seguido de visita
à Exposição "A Corte Portuguesa no Brasil"
  
 
O Elos Clube Rio de Janeiro realizou movimentado almoço no Clube da Aeronáutica da Praça XV, para homenagear o Governador do Elos do Centro de Portugal CE Arménio Vasconcelos, que brindou a todos com uma página literária sobre o Padre António Vieira e ofertou exemplares de seu livro aos presentes e ao Elos Clube Rio de Janeiro. O Presidente Eduardo Neves Moreira, também foi homenageado pela CE Idalina com um troféu em bronze com a esfinge de Antero de Quental. O Vice-Presidente CE António Bento Abraços fez uso da palavra e procurou estimular aos elistas para conquistar novas adesões. Além disso, sugeriu aos clubes que procurem ter mais contacto com os estudantes, pois, segundo ele, essas ações manterão o elismo sempre renovado.
 
 
.(CLIQUE NA IMAGEM PARA VER AMPLIADA)

  
2008 Mai 10-24
  Museu Histórico do Exército e Forte de Copacabana - RJ
Federação das Academias de Letras e Artes do Estado do Rio de Janeiro
Casa de Portugal de Petrópolis - RJ
  
 
 
.(CLIQUE NA IMAGEM PARA VER AMPLIADA)

  
2008 Mai 10
  Museu Histórico do Exército e Forte de Copacabana
  
 
 

Clique na imagem para ver as fotos
 
 
 
.(FONTE: http://www.fortedecopacabana.com/modules/extcal/event.php?event=61/ >, em 07.mai.2008)
  
2008 Mar 06
Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
 
 
 




Memórias que vão além do oceano


Pegando carona na comemoração dos 200 anos da chegada da Corte Portuguesa ao Brasil, o JORNAL DA PUC foi atrás de alguns descendentes da antiga nobreza brasileira. Parentes de Dom João VI, Visconde de Mauá e Barão da Torre, todos com alguma ligação com a PUC-Rio, contam curiosidades e lembranças de uma História recente.

Página 7.


Herdeiros de um nobre legado
Por: Carol Vaisman e Julia Affonso / Fotos: Felipe Corrêa

Publicada em: 06/03/2008

Clique na imagem ao lado para o
LINK do Jornal da PUC, com a reportagem
 
  
2008 Mar 05
Academia Cearense de Ciências, Letras e Artes
do Rio de Janeiro
 
 

Fotos e Texto completo
Clique na imagem para ver as fotos
e o texto completo da Pelestra




Clique na imagem para ver
o Boletim 267
(em PDF)
 
...................PROGRAMAÇÃO 2008
............Academia Cearense de Letras e Artes do Brasil

Presidente - Luiz Osair de Medeiros

Data: 5 de Março de 2008 às 16:00 horas

Local: Auditório da CONFALB
Rua Teixeira de Freitas nº 5 - 3º andar

Em comemoração aos 200 Anos da Chegada da Família Real ao Brasil, será realizada no dia 5 de março uma reunião literária, na sede da Confederação das Academias de Letras do Brasil - CONFALB, às 16:00 horas, com a palestra proferida pela Acadêmica D. Maria Gláudia Férrer Mamede "200 anos da chegada da Família Real Portuguesa no Brasil e o Ceará na época do Império".
Na ocasião a Academia Cearense terá a grande honra de agraciar o Dr. Eduardo André Chaves Nedehf Marquês de Viana, com o titulo de Honra ao Mérito pelos relevantes serviços prestados ao Brasil, ao cuidar da memória da Nação e também em homenagem ao seu tetravô o comandante que conduziu e fez escolta à Família Real Portuguesa, de Lisboa ao Rio de Janeiro em 1808, D. João Manoel de Menezes primeiro Marquês de Viana, titulo de juri e herdade recebido de D. João IV.
O Coral do UNAFISCO abrilhantará a sessão com três canções portuguesas e em seguida será servido um Porto de honra e um coquetel com iguarias portuguesas.
 
DOCUMENTOS
O Visconde de Mauá e o Visconde de Pirajá na
Heráldica do Exército Brasileiro
 

Na coleção do acervo-arquivo da Sociedade Memorial Visconde de Mauá, resgatou-se e foi restaurada recentemente uma preciosidade da coleção do saudoso fundador do Memorial Dr. Jorge Viana Nedehf Marquês de Viana (1930-2004).

Trata-se do número 39 do ano de 1959 do Almanaque EU SEI TUDO.

 Almanaque Eu Sei Tudo 1939
 Almanaque Eu Sei Tudo 1939
 
Clique na imagem para ver o texto completo com as imagens
 

Jornalista  e Radialista desde 1948 dos Diários Associados do grande empreendedor Assis Châteaubriant, recebia o Sr. Jorge Viana Nedehf Marquês de Viana revistas, discos, fitas e filmes de toda ordem para sua apreciação, formando então uma gigantesca coleção de documentos do sobre o século XX, que seu filho Sr. Eduardo André Chaves Nedehf Marquês de Viana, atual Chanceler do Memorial Visconde de Mauá, dará início a uma minuciosa catalogação deste precioso acervo que compreende parte da a história da imprensa no Brasil além dos primórdios do rádio e da televisão brasileira, no século XX.

Aqui reproduzimos as imagens do artigo escrito, autografado e presenteado pelo famoso heraldista e desenhista Alberto Lima com o titulo "Estandartes Militares do Exército", publicado no referido Almanaque EU SEI TUDO, que apresentava as homenagens a vultos heróicos brasileiros entre os quais: o Visconde de Mauá patrono do 11º. Batalhão de Engenharia Ferroviário em Araguari, Estado de Minas Gerais, fundado em 1938 (que figura a reprodução de seu famoso brasão de armas com o lema Labor Im Probvs Ominia Vincit); e o brasão do 19º Batalhão de Caçadores em Salvador, Batalhão Pirajá, em Salvador, Estado da Bahia (que figura a reprodução da medalha da Restauração da Bahia) contendo estrelas de ouro que homenageiam os heróis das lutas pela Independência na Bahia, dentre eles o Visconde de Pirajá, primeiro comandante do Exército Libertador. Não foram esquecidos e reproduziram-se aqui, as homenagens heráldicas ao General Osório Marquês de Herval e o Barão de Capanema (com seus respectivos brasões de armas), General Sampaio, (famoso "general que caiu de pé" referência a sua estatua na cidade de Fortaleza que, destruído o pedestal por um tiro de canhão dos florianistas contra o presidente do Estado Dr. Floro Bartholomeo fiel a Deodoro, voou a estatua uns 30 metros no ar caindo na Praça Municipal intacta, causando grande admiração a todos em 1891), General Mallet, Sá Britto, Gomes Carneiro, João Procópio, Tenente Amaro e Alferes Tiradentes, além dos regimentos; Dragões da Independência, Ypiranga e Itororó.

 
Igreja de Nossa Senhora da Graça

Imagem de N. Sra. da Graça, Padroeira do Município de Arroio Grande, RS. Festa de Comemoração: 8 de dezembro
 
Em 1815 a capela de Nossa Senhora da Graça foi erguida canonicamente e foi confirmada pelo Rei D. João VI no ano de 1821 ficando filiada à Paróquia do Espírito Santo de Jaguarão.
Em 1822, a Capela de Nossa Senhora da Graça foi elevada à categoria de Capela curada, isto é, com direito a um Cura (Vigário). Seus limites eram os mesmos do município de Arroio Grande, até a emancipação de Pedro Osório. [Na época do Império, devido a forma de governo adotada, a Igreja e o Estado eram unidos, isto é, um interferia nos assuntos do outro. Para fins administrativos o Governo usava a mesma forma de administração adotada pela Igreja. A separação da Igreja e do Estado só se efetivou com a Proclamação da República.]
Em 1826, o vigário de Jaguarão benzeu a nova capela de pedra que deu origem a atual Igreja Matriz. Em 1846, o curato de Nossa Senhora da Graça foi elevado à categoria de freguesia (Paróquia) e designado o sacerdote Luiz Lourenço Carvalho Chaves para seu cura. Como freguesia passou a ter o direito de eleger cinco representantes que elegiam três Deputados Provinciais. Nessa época o Arroio Grande era o 2° Distrito de Jaguarão.

FONTE: PORTAL TERRA DE MAUÁ - Arroio Grande na Internet <
www.arroiogrande.cjb.net/ >
 
2005/2008 - Arquivo e Memória
Clique na imagem abaixo para ver em tamanho grande
Transcrição do termo de batismo do Visconde de Mauá
Certidão de Batismo
PARÓCHIA DE NOSSA SENHORA DA GRAÇA DO ARROIO GRANDE, no Município de Arroio Grande - Estado do Rio Grande do Sul

ESTADOS UNIDOS DO BRAZIL


Certifíco que á folhas 21 do Livro 01 de assentamentos de Baptismos d´esta Paróchia encontra-se o theor seguinte: Ireneo - Aos vinte e oito dias do mêz de Dezembro do anno de Nactº. de Nosso Senhor Jezus Christo de mil oito centos e treze na Capella particular da Estancia do Thenente João Evangelista d´Ávila e Souza, baptizei e pouz os santos oleos em Ireneo innocente filho legitimo do Capitam-Thenente João Evangelista d´Ávila e Souza e de Dona Marianna d´Ávila e Souza naturaes da Ilha Terceira dos Assores neto paterno do Capitam Manoel Jeronimo de Avila e Souza natural do Pilar nos Assores e de Dona Maria d´Avila e Souza natural do Santíssimo Sacramento e neto materno do Capitam João Baptista de Carvalho e de Dona Maria Roza d´Avila e Souza naturaes do Arroio Grande. Nasceo á vinte sette do corrente mêz e anno supra. Forão Padrinhos o bixavô o Capitam-mor João d´Avila e a bixavó Dona Anna Ignácia de Souza. E para Constar fiz este assento, que assignei: Padre Antonio Manoel d´Avila;

E nada mais se continha no dito assentamento que fiz copiar fielmente a que me reporto. Ita in fide Parochi.
Arroio Grande 2 de Dezembro de 1899.
O Vigario João Antonio Perez.
 Óbito do 3º Marquês de Viana atestado pelo Barão de Studart
 
Jornal O ESTADO do Ceará, orgão da imprensa fundado em 1920 pelo Barão de Studart, Gustavo Barroso e outros, incorporado em 1938 aos Diários Associados por Assis Chateubriant, publicou em 25 de novembro de 1935, o artigo assinado por Gustavo Barroso, por ocasião do assassinato do 3º Marquês de Viana João Manoel Rodrigues, e de seu genro Miguel Nedehf, em Fortaleza por ocasião da intentona comunista em 23 de novembro de 1935. Óbito do 3º Marquês de Viana atestado pelo Barão de Studart. (Acervo arquivo da Sociedade Memorial Visconde de Mauá).
Clique nas imagens para ver em tamanho grande
Jornal O Estado do Ceará
Jornal O ESTADO do Ceará de 25-XI-1935
Óbito
Óbito do 3º Marquês de Viana atestado pelo Barão de Studart
Estudo sobre o Título de Marquês de Viana
por Dr. Rui Vieira da Cunha

Clique nas imagens para ver em tamanho grande
Título de Marquês de Viana
Título de Marquês de Viana
Correspondência ao Sr Marquês de Viana